Concentração de renda cresce há mais de 4 anos no Brasil

em .

A desigualdade social aumenta cada vez mais com a crise. Segundo o estudo “Escalada da Desigualdade”, da FGV Social, a concentração de renda cresceu no segundo trimestre de 2019 pelo 17º trimestre consecutivo, um recorde histórico no Brasil.
O índice Gini, que mede a concentração de renda, passou de 0,6003 no 4º trimestre de 2014 para 0,6291 no 2º trimestre de 2019. De 2014 a 2019, a renda do trabalho da metade mais pobre da população caiu 17,1%, enquanto a renda do 1% mais rico subiu 10,11%. A classe média também foi afetada ao ver sua renda cair 4,16% no período. 
Ainda de acordo com o estudo, entre o fim de 2014 e o fim de 2017, a taxa de população pobre cresceu de 8,38% para 11,8%, o correspondente a 23,3 milhões de pessoas.
 

Fale Conosco

  • Sede Santo André
    Rua Gertrudes de Lima, 202 - Centro - Santo André
    Telefone: (11) 4993-8999 - Veja o Mapa

  • Sede Mauá
    Avenida Capitão João, 360 - Matriz - Mauá
    Telefone: (11) 4555-5500 - Veja o Mapa